Reflexões Femininas

Entrevista com Lawlyet Wallace: O espaço virtual masculino “Mundo Realista”

leave a comment »

Lawlyet Walacce em entrevista ao blog Reflexões FemininasFraternas, dando continuidade as “Entrevistas com os Homens”, cujos temas são relacionados a vida masculina na voz masculina e, por efeito direto, relacionados a vida feminina também, segue a entrevista concedida por Lawlyet Wallace (pseudônimo), 29 anos, paulista de Ribeirão Preto, São Paulo, tecnólogo em informática, autor e administrador do site Mundo Realista e outros espaços virtuais, sobretudo de temática masculina. Nesta entrevista Lawlyet Walacce generosamente compartilha conosco suas ideias e posicionamentos relacionados a qualidade de vida masculina e ações através do site ”Mundo Realista”, pautando assim questões masculinas, questões pró Vida e de bem estar humano em geral de relevancia à mulheres que primam pelo bem estar de seus filhos, netos, irmãos, esposos, amigos e parentes homens e a si mesmas tanto no plano da existência individual como coletivo em sociedade.
.
Espero que gostem da entrevista e que lhes seja útil no convívio com os homens, na educação de suas filhas e filhos e a si mesmas quanto mulheres e cidadãs de bem.
.
.
.
O Lawlyet Wallace: 
.
..
..
.
SZ: Quais são os espaços virtuais em que atua?
.
Lawlyet Wallace: Todo meu foco está no Mundo Realista, que criei no começo deste ano, dois dias após o fechamento do fórum Homens Honrados. Começou com o nome “Homens Realistas” e depois decidimos mudar para “Mundo Realista” para mostrar já pelo nome uma ideia mais abrangente da Real e de sua aplicação na vida pessoal.
.
A ideia não foi criar simplesmente um fórum, mas sim uma espécie de portal e rede social com seu fórum principal, grupos individuais com seus fóruns próprios semelhantes a comunidades de Orkut, seções dedicadas ao desenvolvimento pessoal e vários outros assuntos de interesse masculino e, é claro, blogs dos membros. Além disso, vários outros recursos como uma Wikipédia própria dentro do site, páginas com debates, relatos e muito mais. A ideia desde o começo foi justamente esse formato de portal para podermos entregar um conteúdo de qualidade para todo homem e também algumas mulheres que precisassem de conselhos, direcionamento, motivação, conhecimento… Outra ideia, também foi unificar a Real, unir as pessoas, reforçar os laços de amizades entre os membros, além de fornecer uma segurança, melhor ambiente e maior divulgação aos membros e pensadores.
.
Como a própria estrutura exige um volume maior de trabalho e está em franca expansão, muito do meu tempo é gasto na parte técnica da coisa. Porém, sempre que posso participo do fórum do site e se sobra algum tempo tento contribuir com textos próprios.
.
Além do Mundo Realista, também utilizo o Facebook para divulgar algumas coisas (não só da MR, mas também outras coisas que acho interessantes, que podem ir desde vídeos com músicas que gosto, até minhas opiniões pessoais sobre musculação, dieta, filmes ou algum desabafo como os recentes que fiz contra a castração de animais). Também tenho um formspring onde respondo perguntas de homens e de mulheres sobre diversos assuntos sempre que tenho tempo – http://formspring.me/lawlyetwallace (claro, se me fazem insistentemente a mesma pergunta que já respondi antes, posso dar uma trollada hehehe)
.
.
.
SZ: Qual é a sua formação acadêmica?
Lawlyet Wallace: Formalmente sou Técnico em Informática e graduado em Informática com Ênfase em Gestão de Negócios. Gosto muito de sites e blogs (especialmente WordPress, Buddypress, SEO) e sou apaixonado por Linux e Software Livre.
.
Também gosto muito de escrever, ler sobre política, filosofia, psicologia, religião, relacionamentos (coisas que considero fundamental também para o trabalho que faço no Mundo Realista). Além disso, tenho profundo interesse por música heavy metal, música clássica, jazz clássico, bossa nova etc. e outras artes. Também estudo sempre que posso sobre musculação, alimentação e artes marciais. Creio que todo conhecimento, de uma forma ou de outra, pode ser muito útil dentro do que faço. Um hobby que tenho, entre vários outros, é criação de Bonsai.
.
Acho que os interesses pessoais são tantos que se fosse citar todos detalhadamente acabariam tomando todo o espaço da entrevista só nisso. rs.
.
.
.
SZ: Como foi sua educação familiar e religiosa?
.
Lawlyet Wallace: Até meus onze anos estudei em colégios de freiras (Santa Úrsula e Nossa Senhora da Ressureição) e até os 17 em colégio de padres agostinianos. Repeti um ano no ginásio e um no colegial e só terminei o ensino médio com 20 anos. Dos 17 aos 20 estudei em escola que não era religiosa.
.
Cresci sendo o único homem em minha casa. Tenho somente uma irmã, que é mais nova e infelizmente é feminista. Acho que nunca mais vi meu pai desde 1996.
.
Com 16 anos comecei a treinar karatê e creio que isso me ajudou muito a aprender o valor do esforço e aprender que nada no mundo é impossível. Basta acreditarmos e criarmos um plano que estamos dispostos a seguir para que possamos concretizar nossos sonhos.
.
.
.
SZ: Quais são suas posições políticas e filosóficas?

.
Lawlyet Wallace: Em resumo posso dizer que sou um conservador de Direita. Porém, acredito que ao resumir dessa forma acabo deixando a coisa um pouco vaga. Explicando mais detalhadamente, acredito que o caminho para a verdade esteja em uma busca filosófica. Sempre me incomodei com o que há de errado e injusto no mundo. As pessoas limitadas somente veem erros e injustiças na parte material da coisa. Por exemplo, muito se fala de agressão física, mas poucos levam em consideração os problemas da agressão emocional. que muitas vezes podem gerar cicatrizes ainda piores e mais duradouras.
.
.
.
SZ: Como se define?
.
Lawlyet Wallace: Lembro que meu antigo professor de Liderança e Empreendedorismo costumava colocar na descrição de seus perfis em rede sociais a frase: “Elogio em boca própria é vitupério” rs. Talvez uma tentativa de auto definição poderia passar a impressão de que estou me elogiando rsrs. De qualquer forma, me definido como uma pessoa que sabe diferenciar certo e errado, sem cair no erro do relativismo. Me considero alguém que tem um senso muito forte de justiça, o que obviamente incomoda muitas pessoas, mesmo próximas (além de passar a impressão de que sou um chato). Alguns me consideram uma pessoa extremamente humilde, enquanto outras me consideram extremamente arrogante. Uma forma de me definir resumidamente poderia ser: Conservador, Direitista, pró-Software Livre, pró-vida, anti-feminista, anti-marxismo cultural, Guerreiro da Real, machista, cavalheiro, ogro em uns pontos e sensível em outros, masculinista em alguns pontos sim e em outros não.
.
.
,
.
Sua atuação nas questões masculinas:
,
,
.
SZ: Quando iniciou e como está sendo sua trajetória nas questões masculinas no campo virtual?
.
Lawlyet Wallace: Comecei no meio de 2009. Nesta época conheci no Orkut uma comunidade com o nome de “Mulher Romântica Não Existe”, que acabou me levando a conhecer outras comunidades como “Homem Justo” e “O Lado Obscuro das Mulheres”. Por meio dessas comunidades conheci a obra de Nessahan Alita. Passei meio ano somente lendo e participando pouco com um perfil de nome Jareth Gable. Conheci também muitos blogs desses meios e vários deles cheguei a ler completamente.
.
Muitos livros além de Nessahan Alita, como Esther Villar, Martin Von Creveld e outros pensadores. Meio ano depois volto a participar com um perfil de nome “Off”, onde entrei nas comunidades “O Lado Obscuro das Mulheres”, “Mulher Gosta de Homem Babaca”, “Reflexões Masculinas”, “Como Lidar com as Mulheres”, “Elas Preferem Os Canalhas”, “Nessahan Alita”, “Anti-feminismo” e quaisquer outras que falasse sobre esses assuntos. Nessa mesma época fiz alguns vídeos usando o nome Terramel. Um tempo depois tive a conta do Youtube hackeada após acessá-la dentro de uma lan-house e por falta de tempo de criar outra conta, fiquei sabendo que algumas pessoas estavam me criticando e criando teorias sobre o que aconteceu. Fiquei meio puto e dei uma afastada dos meios, mas continuei lendo o que podia sobre o assunto.
.
Nesse tempo de afastamento dos meios virtuais, conheci o trabalho do Professor Olavo de Carvalho, que provavelmente foi o mais importante para que eu formasse umas opiniões próprias sobre o assunto e pudesse ver com mais clareza algumas coisas. Também aproveitei para conhecer mais as ideias de autores como Mário Ferreira dos Santos e Carl G. Jung. Esse afastamento me permitiu tempo para refletir sobre tudo o que lia, já que não havia mais uma necessidade de participação, somente tempo livre.
.
Quando já estava há quase um ano sem participar de nenhum grupo ou fórum resolvi criar o pseudônimo Lawlyet_w (ou Lawlyet Wallace), pois estava incomodado com o tanto de calúnias que estavam sendo feitas contra quaisquer grupos ligados à Real ou ao masculinismo. Além de que, com um novo pseudônimo, poderia recomeçar um trabalho do zero, focando em minhas novas ideias e ter certeza de que qualquer interesse pelo que eu escrevesse seria pelo conteúdo e não pela imagem.
.
Inicialmente criei um formspring para responder dúvidas sobre esses assuntos e poder explicar um pouco a mais do porquê de algumas diferenças ideológicas que poderiam existir entre minhas opiniões e a de muitos outros. Pouco tempo depois criei uma conta no antigo fórum “Homens Honrados” para poder comentar tópicos e divulgar um ou outro texto, caso tivesse tempo de escrever. Consegui um pouco de atenção pelos membros após responder um tópico onde criticavam os argumentos do fórum e também após debater com uma feminista que já vinha caluniando e tentando manchar a imagem de qualquer corrente do masculinismo.
.
Sempre busquei motivar o pessoal, incentivar o crescimento pessoal, a busca pelo conhecimento, as reflexões etc. Dois dias após o fechamento do fórum Homens Honrados, aproveitei que já tinha um servidor onde hospedava um de meus blogs e criei um novo fórum lá, na época com o nome “Homens Realistas”.  Pouco tempo depois decidimos por mudar o nome para Mundo Realista e reformar toda estrutura técnica do site para facilitar a navegação, a disseminação do conhecimento e o desenvolvimento de bom conteúdo.
.
.
.
SZ: O que o motivou a atuar nas questões masculinas no campo virtual?
.
Lawlyet Wallace: Conheci esses meios em uma época em que estava passando por maus bocados. Estava completamente deprimido por não estar conseguindo lidar sozinho com meus problemas na época. Tentei buscar por respostas na internet, ou pelo menos lugares onde pudesse desabafar o que estava passando.
.
Foi quando, como falei antes, encontrei a comunidade “Mulher Romântica Não Existe”, que me levou a todas as outras comunidades deste meio masculino/masculinista/da real e ao trabalho de seus autores.
.
Em pouco tempo consegui me livrar dos problemas que estava tendo. Me sentia como um novo homem. Era como se tivesse renascido das cinzas, como uma fênix.
.
Essas transformações não foram somente emocionais. Comecei a buscar melhorias em todos os aspectos da minha vida, incluindo também físico, intelectual, espiritual.
.
Acho que não preciso dizer como fiquei surpreso com os resultados rs. Ainda hoje me espanto quando vejo o bem que tudo isso me fez. É óbvio que se trata de um conhecimento muito poderoso, que poucos têm a oportunidade de ter. Isso me levou a pensar. Será que é certo manter isso apenas para mim, sendo que eu mesmo só conheci e fui literalmente salvo por todo esse conhecimento justamente porque já tinham pessoas trabalhando em seus tempos livres, praticamente se doando, para que todos um dia pudessem alcançá-lo? Não é só uma questão de lutar pelos direitos dos homens, mas uma questão ética e uma coisa de honra. É um dever moral que tenho agora. Ajudar pessoas que estão precisando, assim como fui também ajudado quando mais precisei. Todos os meus esforços não são nada perto do que esse conhecimento fez por mim.
.
Não é só uma questão de ajudar homens, mas todo ser humano, incluindo mulheres. Leigos e iniciantes podem pensar que o masculinismo, anti-feminismo, Real etc. se trata somente de ajudar homens. Mas não são apenas os homens que se beneficiam disso. Também as mulheres. É necessário entender que as mentiras e manipulações do feminismo e do marxismo cultural, não fazem mal somente ao homem, mas também as mulheres. É uma pena que poucos consigam entender que as mulheres também são vítimas do feminismo e do marxismo cultural.
SZ: Quais são seus referenciais teóricos ou não sobre as questões  masculinas no campo amoroso e na vida em geral?
.
Lawlyet Wallace: No escopo dos relacionamentos, a base sempre foi Nessahan Alita. Ao menos 99%. Claro que é necessário também refletir filosoficamente sobre essas questões (como também em todas as outras) e buscar também entender a moralidade judaico-cristã.
,
No anti-feminismo, temos vários autores como Esther Villar, Martin Von Creveld etc. Também tenho como referência vários sites e blogs da Real, fora da Real, e estrangeiros.
.
Em relação a masculinismo, apesar dos vários blogs e publicações disponíveis, considero Paul Elam (A Voice For Men) um dos mais importantes. Em meus estudos sobre masculinismo busco principalmente o entendimento sobre as leis ou textos que mostrem como o homem é visto na sociedade atual. Os que me conhecem sabem que não concordo com muitas coisas do masculinismo estrangeiro (sou contra Marriage Strike e também critico qualquer tipo de auto-vitimização), mas ainda acho importante o estudo do masculinismo para entendermos como as leis atuais desfavorecem o homem, como o homem é pintado pela mídia e visto pela sociedade.
.
Acredito que o que mais me ajudou a evoluir em meus pensamentos foi a influência que tive pelo estudo de autores como Olavo de Carvalho, Padre Paulo Ricardo e outros.
.
Considero importante o estudo de filosofia e recentemente li e recomendo o “Sobre a Brevidade da Vida” de Sêneca.
,
Considero extremamente necessário entender o que é o marxismo cultural para que se possa realmente entender tudo o que acontece hoje. Recomendo fortemente o programa True Outspeak do Olavo de Carvalho e a leitura do blog “O Marxismo Cultural” ( http://omarxismocultural.blogspot.com ) do confrade Mats (membro do Mundo Realista – http://mundorealista.com ).
,
Atualmente estou lendo (e recomendo muito) “A Lei” de Frederic Bastiat (uma obra genial e lindíssima) e “Socialismo” do Ludwig Von Mises. Pretendo depois ler “A Revolta de Atlas” de Ayn Rand e a auto-biografia “A Partir da Escravidão”, de Booker T. Washington.
,
Um autor que considero importantíssimo em nosso meio é o Doutrinador. Sua abordagem é simples e direta. Não faz floreios e sempre consegue ser bem claro em suas ideias. Seus textos são totalmente motivadores, além de muito bem escritos, sempre deixando clara a importância do desenvolvimento pessoal e da Honra! Leitura obrigatória.
.
Também sempre busquei ler os artigos de Batman, The Truth, Shâmtia Ayomide, Enigmático e Realístico e vários outros.
.
Agora, não necessariamente ligados às questões que normalmente discutimos, recomendo também “Os Arquétipos e o Inconsciente Coletivo” de Carl G. Jung e, principalmente, “O Tao do Jeet Kune Do” do Bruce Lee (que sempre recomendo para todos que queiram entender a Real).
,
.
.
.
O espaço virtual masculino “Mundo Realista”:
.
.
.
 SZ: Poderia especificar o que é o “Mundo Realista” e o porquê deste título?
.
Lawlyet Wallace: Mundo Realista, tecnicamente falando, é um site da Real. Porém, essa é uma definição bem resumida, uma vez que se trata de toda uma rede social e portal voltado ao desenvolvimento pessoal.
,
O título começou como Homens Realistas, porém alguns meses depois foi mudado para Mundo Realista por ser um nome mais abrangente. A ideia do título é deixar claro que, apesar de ser um site com foco no desenvolvimento pessoal do homem, na filosofia da Real e com algumas influências do masculinismo, seu conhecimento está além de tudo isso e pode ser aproveitado por todos, inclusive mulheres.
.
.
.
SZ: Quais são os propósitos fundamentais do site “Mundo Realista” e por quê?
.
Lawlyet Wallace: Seu foco principal é o desenvolvimento pessoal em todos os níveis: emocional, intelectual, físico, profissional, moral, psicológico, espiritual etc. Entendemos que para conseguirmos um desenvolvimento completo, precisamos encontrar um equilíbrio em todas essas áreas. De que vale, por exemplo, um excelente desenvolvimento físico se somos intelectualmente vazios? Ou um excelente desenvolvimento intelectual se estamos com um péssimo físico, com problemas de saúde? E de que valem ambos se não somos emocionalmente fortes, seguros de nós mesmos?
.
Porém, também entendemos que é necessário que para conseguirmos um pleno desenvolvimento, também se faz necessário que consigamos sair da Matrix. E o que é a Matrix? Esse termo foi muito usado originalmente por diversos escritores do nosso meio, e de outros meios ligados direta ou indiretamente a nós, para se referir a um tipo de Matrix, a “Matrix do amor romântico” (passional). Na verdade, esta é apenas uma das várias Matrix em que vivemos. Matrix é como chamamos todo o mundo de mentiras e ilusões em que vivemos, tanto as incentivadas culturalmente desde que nascemos, quanto aquelas incentivadas por algum tipo de projeto de engenharia comportamental de governo, mídia etc. É necessário entender, então, que não somente existe a Matrix do amor romântico que foi tanto discutida no início de tudo isso, mas também várias outras que devem ser discutidas com a mesma ou até maior importância, como, por exemplo, política, social, profissional, cultural, intelectual, emocional etc.
.
Como disse Jesus Cristo, “conhecereis a verdade e a verdade vos libertará”. Somente conhecendo a verdade podemos buscar uma verdadeira evolução pessoal. Para buscarmos a verdade, devemos também saber identificar quais são as mentiras, as ilusões. É necessário um discernimento do que é certo e errado, do que é real e do que é falso. Mas como conseguir isso em um mundo dominado por um relativismo moral? Esse é um dos maiores desafios que enfrentamos. Identificar as mentiras travestidas de verdades e as verdades travestidas de mentiras para que possamos nos libertar das mentiras e buscar a verdade. Por isso é importante entender o que é a Matrix, uma vez que sair da Matrix significa identificá-la. Por isso, um de nossos maiores objetivos é a busca e divulgação da verdade.
.
E é claro que tudo isso também nos leva a estudar e trabalhar com diversos assuntos que vão desde mulheres e relacionamentos (que são, de fato, importantes para o desenvolvimento emocional do homem, que normalmente pode ter problemas emocionais devido a algum apego passional com trauma), anti-feminismo (uma vez que o feminismo é um dos maiores males não somente para homens, mas também para mulheres), crescimento pessoal (a busca pela superação em todos os níveis e, é claro, aprender a criar um gosto por essa busca ao invés de somente esperar resultados), masculinismo (é importante também sabermos nossos direitos e entendermos o que foi distorcido pelos vários movimentos políticos criados pelo marxismo cultural) e filosofia política (com foco na luta contra o marxismo cultural, uma vez que esta é a raiz de todos os males da atualidade).
.
É importante salientar que muitas coisas não devem ser vistas como algo absoluto que requeira atenção total, mas sim como ferramentas que devem ser usadas para lidarmos com algum ponto específico em nosso crescimento. É importante entender todo o conjunto da coisa.
.
Em resumo podemos dizer que somos de direita, conservadores, liberais, a favor da moralidade judaico-cristã, pró-honra, anti-feminismo e anti-marxismo.
.
.
.
SZ: Qual é a historia do projeto “Mundo Realista” desde a fundação até o presente momento e, em sua observação, quais foram os melhores momentos e as contribuições mais positivas na temática masculina no site Mundo Realista até o presente momento?
.
Lawlyet Wallace: Começamos timidamente como comunidades de Orkut com grande influência da obra de Nessahan Alita. Naquela época o foco era basicamente em mulheres e relacionamentos. Com o tempo os membros foram percebendo como o feminismo tinha uma grande influência sobre os comportamentos criticados e logo também passaram a trazer alguns estudos do masculinismo estrangeiro e formas as bases de um movimento masculinista brasileiro próprio.
.
Nessa época eu ainda não havia conhecido esses meios, já que comecei a participar pouco antes dessas comunidades, que eram Mulher Gosta é de Homem Babaca, O Lado Obscuro das Mulheres e Reflexões Masculinas (que eram consideradas comunidades irmãs) se separarem e serem fechadas. Cada uma dessas comunidades tinha uma particularidade. Uma tinha discussões consideradas mais politicamente incorretas, outra focava no estudo do comportamento feminino com foco na obra de Nessahan Alita, e outra focava em reflexões pertinentes ao homem. Todas tinham em comum a influência da obra de Nessahan Alita, alguns membros em comum e o intercâmbio de conhecimento. Pouco tempo depois cada uma seguiu sua própria corrente e houveram separações, algumas amigáveis e outras nem tanto.
.
No início de 2011, após ataques coordenados de inimigos, a comunidade Mulher Gosta é de Homem Babaca foi fechada pelo Orkut. Seus membros perceberam com isso que o Orkut não era um lugar confiável, uma vez que as denuncias que levaram ao fechamento eram falsas e a empresa nem ao menos deu chances para explicações ou reativação da comunidade. Como muito material que já estava lá há anos foi perdido, seus membros se organizaram e abriram um fórum independente, hospedado em servidor próprio e com domínio próprio, chamado de Homens Honrados. Nesta época eu havia me afastado temporariamente para cuidar de assuntos pessoais e aproveitei o tempo livre somente para estudar sem participar ativamente. Somente no meio do segundo semestre de 2011 que resolvi criar o nome lawlyet_w (ou Lawlyet Wallace) para poder falar um pouco sobre algumas ideias e reflexões, escrever alguns artigos e participar de debates, uma vez que estava cansado de ver calúnias sendo feitas e sentir que faltava algo nas respostas de muitos membros a essas calúnias. Passei a participar sempre que podia do fórum Homens Honrados, até que no início de 2012 ele foi fechado. Com todos os membros sem seu fórum, decidi aproveitar o espaço que tinha em um de meus servidores para criar um novo fórum. Assim surgiu o site “Homens Realistas”, que posteriormente teve seu nome mudado para Mundo Realista e passou para um novo servidor, de outro membro que se ofereceu para cuidar disso. Usei a experiência que já tinha com outros projetos do passado e aproveitei algumas ideias que já tinha em mente para criar não somente mais um fórum, mas toda uma rede social e portal, onde todo tipo de conhecimento e informação pudesse ser facilmente encontrado. Quando mudamos para Mundo Realista, aproveitei a mudança de servidor para reformar a estrutura e melhorar sua organização.
.
Desde o começo temos tido várias experiências positivas, desde toda a ajuda que prestamos às pessoas que chegam até lá necessitando de aconselhamento, até bons debates, desenvolvimento de bons artigos próprios, criação de material original para o desenvolvimento pessoal (inclusive cursos para formação profissionais, clube do livro, grupos de estudos, de apoio e motivação etc.). Isso sem contar novas parcerias com pessoas com ideias semelhantes, além dos planos que temos de criação de núcleos para trabalhos voluntários na vida real, como uma ideia que temos de mobilização de membros de uma mesma cidade para alfabetização de crianças carentes, ou serviços voluntários para grupos que precisam de recuperação, apoio, aconselhamento e motivação
,
.
.
SZ: O site Mundo Realista tem parcerias e patrocínio?
.
Lawlyet Wallace: Nenhum tipo de patrocínio. Essa é uma questão complicada, uma vez que para podermos ter um patrocínio, este deveria vir de alguma empresa que os ideias parecidos. Sem contar que, como muitas de nossas visões podem ser consideradas polêmicas por incautos, especialmente após muitas distorções feitas por opositores, pode ser difícil que uma empresa que vise atingir um grande público tenha interesse em nos patrocinar diretamente. Sem contar também que geralmente é complicado para um site conseguir patrocínio, a menos que tenha um número extremamente grande de visitantes. Claro, é possível usar uma rede de anúncios, porém esse tipo de patrocínio é indireto e não existe um ganho fixo ou obrigação contratual, além dos ganhos serem irrelevantes mesmo em sites relativamente grandes. Chegamos até a fazer alguns testes desse tipo, porém não se revelou vantajoso. Por enquanto as despesas são pagas pelos próprios administradores. Não temos interesse de cobrar dos membros ou pedir doações, até porque ainda consideramos que existe muito trabalho a ser feito para que o MR chegue perto do que desejamos em termos de conteúdo.
.
Existem, porém, parcerias simples com blogs e sites pequenos com visões parecidas com as nossas. Trocas de banners e links. Porém, ainda não é algo totalmente organizado, uma vez que precisamos ainda projetar um espaço para colocarmos os links e banners de parceiros no site de forma que fique fácil de encontrar e que não atrapalhe o design do site.
.
.
.
SZ: Quanto líder como você procede no espaço virtual “Mundo Realista” em relação a produção intelectual dos membros, a  atuações das parcerias e a possíveis trolls ou detratores?
.
Lawlyet Wallace: Não sei se líder seria bem a denominação correta. Costumo pensar em mim mais como um “pedreiro”, já que na maior parte do tempo meu trabalho é focado na parte técnica do site. É claro que algumas vezes também posso me ver como uma espécie de planejador ou motivador, já que toda construção do site exigiu um planejamento e foi feita para facilitar a produção de conteúdo próprio e sua divulgação.
.
Sempre tento, em primeiro lugar, incentivar os membros a pesquisarem, lerem e refletirem sobre tudo. É uma grande felicidade para mim saber que a maior parte dos membros do Mundo Realista são pessoas de altíssimo nível intelectual, com gosto por leitura e pesquisas, capazes de pensar por si próprios e acostumados a refletirem sobre tudo o que leem. Tentamos incentivá-los a produzir conteúdo sobre o que mais gostam. Alguns escrevem nas seções de política, outros nas seções de musculação, outros nas de tecnologia, outros na de dinheiro etc. Também existem os colunistas, que aqueles que têm seus próprios blogs dentro da rede Mundo Realista, como o Doutrinador, o Batman e vários outros. Seus blogs são independentes, uma vez que são artigos próprios geralmente escritos apenas pelo blogueiro e que refletem sua própria interpretação das coisas. Ou seja, tem a ver com as ideias do site, porém, de acordo com reflexões independentes de cada um.
.
Também temos membros para cuidar de divulgações, outros para trabalhar com a administração e moderação do fórum, outros para cuidar da Wiki do site etc. Isso sem contar vloggers e até mesmo escritores. Um exemplo é o membro Autêntico, que escreveu o livro “A Paixão de Ciro Bustamante”, que transmite muito bem algumas ideias do Mundo Realista em relação à Matrix do amor passional, além de ser muito bem escrito e proporcionar uma excelente leitura (gostei tanto do livro que li em um único dia de uma vez rs).
.
Geralmente as parcerias são simples trocas de banners ou links. Muitas vezes de sites e blogs de outros membros, ou mesmo de alguém que pede e analisamos que tem um bom site. Ainda não definimos como serão firmadas novas parcerias, porém pretendemos ainda ver isso com mais calma quando o tempo permitir.
.
Quanto a trolls, temos uma política de segurança que vem se mostrando efetiva. Novos membros precisam ser aprovados para ter acesso de escrita nos fóruns principais (antes disso somente tem acesso a um fórum de apresentação) e geralmente são desativados registros de contas que já tem um tempo de criação, mas nenhuma participação com postagens. Caso um troll consiga passar pela segurança, basta bani-lo tão logo seja identificado.
Detratores sempre existiram. A melhor forma de lidar com eles é não se deixar intimidar e sempre manter a calma e estar aberto a debates, dizendo sempre a verdade. Indivíduos mal intencionados sempre acabam tropeçando nas próprias mentiras.
.
.
.
SZ: Há participação feminina no site Mundo Realista?
.
Lawlyet Wallace: Atualmente não (há menos que tenha alguma se passando por homem, o que não é tão incomum na internet). Na verdade há somente duas, que não participam ativamente. Uma delas não usa há um bom tempo e outra se registrou recentemente para usar os grupos da rede, especialmente o de Crescimento Pessoal Supervisionado com a intenção de ter um auxílio em seu treino e dieta.
.
Costuma ser raro para mulheres participarem desses grupos, pois muitas não sabem lidar com algumas críticas por raramente entenderem que as críticas não são em relação às mulheres, mas em relação a alguns comportamentos que não são de todas, mas infelizmente comum para muitas hoje em dia. Infelizmente, é comum que muitas se cadastrem com o objetivo de atacar ao invés de tentar primeiro entender do que se trata tudo. Também é comum que existam algumas que concordem com nossas opiniões, mas não participem simplesmente por preferirem a leitura de artigos ou por não quererem ser as únicas em um site onde a maioria dos participantes são homens. Muitas costumam me enviar dúvidas ou pedir conselhos pelo formspring, ou mesmo participam de algum grupo no Facebook, o que significa que não são necessariamente do Mundo Realista, apesar de concordarem com as opiniões de lá.
.
.
.
SZ: Como lida com as situações de conflito e/ou tentativas de postagens indevidas, tais como: mensagens misóginas, misândricas, racistas, de intolerância religiosa ou de outra ordem?
.
Lawlyet Wallace: Qualquer tipo de crime e preconceito é contra as regras do site. Claro que por se tratar de internet, é possível que possa aparecer algum imbecil mal intencionado. Porém, sempre que algum tipo de preconceito é identificado, o usuário é imediatamente banido. Infelizmente não é possível a todos os moderadores que estejam disponíveis por todo o dia e toda a noite vigiando tudo. Por isso incentivamos os próprios usuários a denunciarem qualquer conteúdo que vá contra as regras. Os usuários do Mundo Realista são bem tranquilos nesse ponto e nunca postam nada indevido, então ultimamente não precisamos nos preocupar muito com isso. As maiores ameaças desse tipo costumam partir de trolls, mas como existem algumas políticas de segurança para impedi-los, esses trolls raramente conseguem sequer se infiltrar.
.
.
.
SZ: Já viu resultados benéficos e/ou prejudiciais para os participantes do espaço virtual masculino “Mundo Realista” e em seu próprio desenvolvimento no plano sensível e intelectual?
.
Lawlyet Wallace: Sim. A maioria dos resultados foi benéfica. Por exemplo, já tivemos membros que venceram depressões, problemas emocionais, problemas financeiros, que passaram em universidades conceituadas. Enfim, a maioria consegue se superar emocionalmente, intelectualmente, fisicamente, profissionalmente etc.
.
Claro que também é possível haver algum tipo de resultado prejudicial, apesar de raríssimo. Nesse caso, acredito que o problema seria no próprio membro e/ou na forma em que interpreta as coisas. Para esses casos sempre buscamos aconselhar o membro, explicar que não pode polarizar em um único lado, que deve sempre buscar um equilíbrio.
,
,
.
SZ: Quais são seus planos futuros para o site Mundo Realista?
.
Lawlyet Wallace: O mais importante atualmente é o conteúdo. Por enquanto estamos focando na produção de conteúdo original e na organização desse conteúdo para que todo esse conhecimento seja encontrado e de fácil leitura. Temos um mapa mental explicando toda estrutura do site e foi publicado o seguinte texto mostrando o que já foi criado e o que ainda há de ser criado…
Para entender a estrutura do Mundo Realista, vamos ver cada parte do site individualmente:
.
Página Inicial: http://mundorealista.com/ – O cartão de visitas do Mundo Realista e da REAL. A ideia aqui é agregar na capa todas as informações possíveis, destacando o que há de mais interessante em todo o site.
.
Página de Vídeos: http://mundorealista.com/videos/ – Vídeos com assuntos da Real. Uma página configurada para mostrar de forma organizada vários vídeos, desde vídeos de vloggers como O Autêntico e traduções feitas pelo Canal do Búfalo até vídeos do True Outspeak ou do Padre Paulo Ricardo e vários outros que serão colocados ainda…
.
Página do Facebook do Mundo Realista: http://mundorealista.com/facebook – página com a fanpage da MR no facebook -http://facebook.com/redemundorealista – integrada no site.
.
Pretendemos ainda criar um espaço para integrar todas as fanpages e grupos da Real do Facebook que tenham a ver com a proposta do Mundo Realista.
.
Calendário: http://mundorealista.com/calendario/ – O calendario da Real. Encontros, cursos, iniciativas e o que mais formos fazer serão colocados aqui… Ainda precisamos dar uma pesquisada e melhorar algumas coisas…
.
Mail: Colaboradores do Mundo Realista terão direito a um email com endereço nomedomembro@mundorealista.com
.
Seções:Seções específicas com assuntos de interesse masculino. Por enquanto as que já temos em atividade são:
..
Política – http://mundorealista.com/politica/ (política, masculinismo, antifeminismo, antimarxismo etc)
Musculação – http://mundorealista.com/musculacao/
Dinheiro – http://mundorealista.com/dinheiro/
Tecnologia – http://mundorealista.com/tecnologia/
Artes Marciais – http://mundorealista.com/artesmarciais/
Livraria – http://mundorealista.com/livraria/
Automóveis – – http://mundorealista.com/automoveis/
Profissional – http://mundorealista.com/profissional/ (dicas de empregos, concursos, currículos, entrevistas)
Cozinha – http://mundorealista.com/cozinha (culinária viril rs. Uma mão na roda especialmente para solteiros)
Lifestyle – http://mundorealista.com/lifestyle/ (estilo de vida, masculinidade, roupas, cabelos, desodorantes, filmes, viagens, lazer etc.)
Mulheres – http://mundorealista.com/mulheres (mulheres, relacionamentos, sedução, lado obscuro etc.)
Metablog – http://mundorealista.com/metablog (dicas para criar blogs e também conseguir visitas e dinheiro com eles)
Games – http://mundorealista.com/games (Dicas, notícias e muito mais sobre jogos)
.
Blogs de membros (ou Colunas):Doutrinador – http://mundorealista.com/doutrinador/ (dispensa apresentações)
Homens Realistas – http://mundorealista.com/homensrealistas/ (Batman – antigo tocando o fodas)
Nobres Homens – http://mundorealista.com/nobreshomens/ (Conde de Mte. Cristo)
Visões Realistas – http://mundorealista.com/visoesrealistas/ (mineirim)
Filosofia Real – http://mundorealista.com/filosofiareal (meu blog)
Rômulo – http://mundorealista.com/romulo (Rômulo)
Filosofando com Mendigo – http://mundorealista.com/filosofandocommendigo/(Mendigo)
Cristãos Realistas – http://mundorealista.com/cristaosrealistas/ (Major Lobo Honrado, psaiuk e outros colaboradores)
Adventistas Realistas – http://mundorealista.com/adventistasrealistas/ (High_Lander)
Templo de Adônis – http://mundorealista.com/templodeadonis/ (DiomedesRJ)
.
Temos também um blog focado em tradução de textos em espanhol: Nascido Homem, Nascido Livre – http://mundorealista.com/nhnl/ (Ector)
.
Fórum: http://mundorealista.com/forum – Fórum principal do site, onde a maioria dos membros se reúnem.
.
Grupos:Os grupos são uma mistura de grupos do Facebook com comunidades do Orkut. Você pode postar atualizações nos grupos e ainda por cima os grupos podem ter seus próprios fóruns individuais.
.
Com os grupos podemos focar em outros interesses masculinos e realistas, sem sobrecarregar o fórum principal, sem fugir do assunto abordado aqui, e até mesmo podemos criar grupos complementares às seções da MR ou até mesmo usuários com blogs aqui podem criar grupos com fóruns individuais para complementarem seus blogs.
.
O diretório de grupos apresenta uma listagem de todos os grupos:http://mundorealista.com/groups/
.
Também tem a opção de exibir todos os fóruns de todos os grupos, praticamente uma página de lista de discussões: http://mundorealista.com/forums/
.
Os grupos podem ser públicos, privados (moderados, onde precisa ser aceito pra entrar) e ocultos (completamente invisíveis e ninguém consegue ver ele. só se entra com convite de administrador ou moderadores).
.
Os grupos que temos são:Crescimento Pessoal Supervisionado: http://mundorealista.com/groups/crescimento-pessoal-supervisionado/
Clube do Livro: http://mundorealista.com/groups/clube-do-livro/
Concursos: http://mundorealista.com/groups/concursos/
Dinheiro: http://mundorealista.com/groups/dinheiro/
Filosofia Real: http://mundorealista.com/groups/filosofia-real/
Olavo de Carvalho: http://mundorealista.com/groups/olavo-de-carvalho/
Tecnologia: http://mundorealista.com/groups/tecnologia/
Metablog: http://mundorealista.com/groups/metablog/
.
Também temos o grupo do Centro de Treinamento: Centro de Treinamento: http://mundorealista.com/groups/centro-de-treinamento/
Esse grupo é complementar ao Centro de Treinamento que foi criado e publicado originalmente no Fórum Homens Honrados e ainda será publicado no Mundo Realista. O grupo é ligado ao Centro de Treinamento do site.
.
Outra ideia para os grupos é futuramente facilitar a organização ou mesmo salvar uma parte da história da Real, trazendo para cá algumas antigas comunidades dos anos dourados da Real e restaurando tópicos que um dia fizeram a História e mudaram para melhor a vida de muitos.
.
Wiki: http://mundorealista.com/wiki – A primeira e única Wikipedia da REAL. Lá dentro já temos alguns páginas em destaque como:
.
Dicionário da Real – http://mundorealista.com/wiki/dicionario
História da Real (ainda precisa ser melhorado): http://mundorealista.com/wiki/historia_da_real
Masculinismo (ainda precisa ser melhorado): http://mundorealista.com/wiki/masculinismo
Wikileaks (agradecimento ao membro Soldado pela ideia original) :http://mundorealista.com/wiki/wikileaks
.
Central: http://mundorealista.com/central/ – Nossa CENTRAL AGREGADORA DE BLOGS E SITES que tenham a ver com a Real e tudo o que falamos aqui. Acredito que seja a central com mais blogs adicionados hoje (conta com 31 blogs atualmente, todos blogs que não fazem parte da rede Mundo Realista. Ainda pretendo criar um espaço de destaque para mostrar todos os blogs e seções do Mundo Realista lá dentro também)
.
.
Centro de Treinamento: http://mundorealista.com/ct – Centro de Treinamento. Ainda está sendo trabalhado e aqui será publicado o CT completo e revisado. É integrado com o grupo de mesmo nome.
.
A PRIMEIRA E ÚNICA REDE SOCIAL DA REAL
.
Mais do que um Portal, o Mundo Realista também é uma Rede Social dedicada inteiramente à Real.
.
Temos atividades que funcionam como Twitter e Facebook, tanto na linha do tempo de cada usuário, como também uma mostrando tudo o que é feito na rede: http://mundorealista.com/activity/
.
Temos também a página com os guerreiros que estão na rede (atualmente 917):http://mundorealista.com/members/
.
Na página do próprio perfil o usuário pode ver seus blogs, amigos adicionados, mensagens particulares, atividades, menções, favoritos, grupos etc.
.
Também temos o CHAT, que é como o chat do facebook (estamos atualmente pesquisando a compra de outro chat nesse estilo, porém com mais funcionalidades)
.
Além disso, temos essas páginas que já estão sendo trabalhadas:
.
* Debates – Página com debates dos membros contra feministas, abortistas, esquerdistas etc.
* Homens Honrados – Uma página mostrando os vencedores do antigo concurso homem honrado que acontecia mensalmente (o nome foi escolhido em homenagem à nossas raízes e antigos líderes e guerreiros)
.
O que ainda será criado:
.
Muito ainda será criado. Estão em nossos planos:
.
* Tutoriais – ensinando a usar a rede, fórum, blogs, grupos etc.
* Relatos – Uma página dedicada a mostrar relatos de vidas que foram salvas pela Real
* Slides – Uma página de slides dentro da MR. Dicas, tutoriais, motivações e muito mais.
.
Também já estamos planejando uma versão em inglês do site com a tradução dos melhores conteúdos.
.
E também estamos estudando a criação de uma página onde usuários poderão criar mapas mentais para se organizarem e um lugar onde possam criar e editar documentos, até mesmo de forma colaborativa, sem sair do Mundo Realista.
.
Quando possível ainda quero criar um tutorial explicando como usar as funções do site, regras, dicas de formatação etc. para facilitar o trabalho dos voluntários interessados em colaborar criando conteúdo.
.
Quando tudo estiver melhor organizado e com uma boa quantidade de conteúdo próprio, começaremos uma divulgação mais séria. Às vezes penso até em mandar fazer camisas, adesivos, xícaras e outros produtos do tipo com o nome do site. Não só para divulgar, mas também porque acredito que muitos membros gostariam de utilizar esses produtos (eu mesmo gostaria :P)
.
Também pensamos em firmar parcerias com grupos e pensadores que tem opiniões próximas às nossas. Não só para divulgarmos o site, mas também para que possa ser feito um intercambio de informações e conhecimento e que a mensagem de ambos os lados possa ter um maior alcance.
.
Fora isso, também pretendemos criar núcleos de pesquisas, de apoio a pessoas que precisem de algum tipo de ajuda específica, grupos de estudos com aulas interativas sobre diversos assuntos etc.
.
E isso tudo é apenas uma gota no oceano, comparado ao que ainda está por vir 😉
.
.
.
SZ: Em termos de desdobramento, pensa em transferir ou estender o projeto “Mundo Realista” do campo virtual para o campo real?
.
Lawlyet Wallace: Sim. Porém, ainda é algo a ser melhor planejado e discutido. Não queremos ser apenas mais uma coisa que reclama e fica pedindo por algo, como a maioria dos sites e grupos que existem por aí. Queremos poder criar algo concreto, ajudar as pessoas que precisam de uma luz na vida. Um exemplo disso é uma ideia que temos, e que ainda precisa ser melhor elaborada, de mobilizar membros de uma mesma cidade para que façam algum tipo de serviço voluntário, como por exemplo, alfabetização de pessoas com baixa renda, trabalhos voluntários para ajudar na recuperação de dependentes de drogas, aulas de informática e artes marciais para pessoas com  baixa renda, palestras motivacionais etc.
.
.
.
.
Suas ideias e posicionamentos:
.
.
.
SZ: O que pensa sobre o aborto e as campanhas a favor da legalização disso no Brasil?
.
Lawlyet Wallace: “Art. 4º. Toda pessoa tem o direito de que se respeite sua vida. Esse direito deve ser protegido pela lei e, em geral, desde o momento da concepção. Ninguém pode ser privado da vida arbitrariamente.”
.
Sou completamente contra o aborto! Na minha opinião nem deveria haver algum debate sobre isso. É simplesmente errado! É um atentado contra a vida. Defender o aborto é tão absurdo quanto defender assassinato, estupro e pedofilia, uma vez que é uma coisa que atropela radicalmente os direitos e a liberdade de outro indivíduo.
.
Não importam as leis e não importa a decadência da sociedade e da moral humana. Um assassinato sempre será um assassinado, mesmo que apoiado legalmente, independente de acontecer dentro ou fora de uma barriga. Qualquer abortista é um assassino e seus defensores seus cúmplices.
.
Um fato é que se um indivíduo mata outro, ele é um assassino. Os fins não justificam os meios. Se um indivíduo mata e diz que foi para poder comer, ele ainda será um assassino. Ele não fez o mínimo esforço de procurar uma alternativa ao assassinato. O mesmo acontece com as mulheres que abortam. O aborto nem ao menos deveria ser debatido pelo simples fato de não ser necessário. Existem métodos contraceptivos como as camisinhas e os anticoncepcionais. Nem mesmo o estupro pode ser usado como desculpa, já que existem pílulas do dia seguinte. Mesmo se não houvesse métodos contraceptivos ou pílula do dia seguinte. Ainda assim existe sempre a possibilidade da adoção. O egoísmo das abortistas, cuja psicopatia é tão alta a ponto de negar o próprio filho, não permite que o vejam nem mesmo como um ser humano, pois existem muitas que quando não abortam abandonam o bebê em uma lixeira ou jogam em um rio.
.
Abortistas costumam usar a falácia do “direito ao corpo”. É necessário entender que essa é uma tática demoníaca usada para confundir os mais ingênuos, uma vez que, durante a gravidez existe uma segunda vida dentro do corpo. A criança é um ser independente em formação, não um prolongamento do corpo da mãe. Mesmo após o parto o ciclo da vida continua. A criança continua se desenvolvendo, cresce, tem sentimentos próprios, inteligência própria, ações próprias, vida própria etc.
.
Argumentos abortistas de “saúde pública” são na verdade falácias preconceituosas e assassinas. Uma maquiagem para eugenia e higienização. Se a discussão realmente fosse sobre saúde pública ninguém seria a favor do aborto, uma vez que com a facilidade do aborto muitos passariam a fazer sexo desprotegido. E sabemos que sexo desprotegido significa não somente gravidez, mas também DSTs. Logo, o aborto também significaria um aumento astronômico de DSTs.
.
Matar uma criança porque não pensa antes de abrir as pernas nem mesmo para usar algum método contraceptivo é uma tremenda irresponsabilidade. É a mesma coisa que se embriagar antes de dirigir. Uma mulher que aborta tem a mesma culpa de um motorista extremamente bêbado que mata um inocente em um acidente de trânsito. O aborto, além de ser um pecado, uma covardia e um assassinato, é também solução malandra para a irresponsabilidade e a promiscuidade. Ao usar termos como “pró-escolha”, elas dão a falsa impressão de que se trata de uma escolha que apenas terá influência na vida da infanticida, além de também passarem a falsa impressão de que a não-legalização do aborto é uma opressão machista contra a mulher.
.
Feministas se valem de um vitimismo irreal para criar falácias que defendam este assassinato. Um exemplo é o uso de termos cretinos como “pró-escolha” e a falácia do “direito ao corpo”. Esses termos são justamente usados para criar uma ilusão vitimista de opressão às mulheres. A ideia é fazer os mais incautos acreditarem que é uma luta entre a “pobre mulher oprimida por uma sociedade machista” e o “homem opressor e violento que deseja controlar o corpo da mulher”. Nada mais falso! Na verdade se trata de uma luta entre a defesa da vida e da liberdade contra a legalização da morte como meio de manutenção da irresponsabilidade. Ao contrário do que a propaganda abortista tenta fazer acreditar, o aborto não é uma luta pela liberdade, mas sim uma luta contra a liberdade, uma vez que o aborto nega a outro indivíduo o direito à vida. É impossível existir liberdade quando a de um indivíduo se choca com a de outro. Quando ocorre um choque entre liberdades, a do mais forte sempre vencerá. E isso não é liberdade, mas egoísmo!
.
O conflito entre a “liberdade” da mulher abortar e entre o liberdade da criança nascer é um conflito entre a liberdade de não ter que assumir uma responsabilidade que ela própria contraiu e entre o direito de um indivíduo à vida. E é claro que o direito à vida deve prevalecer. A vida é sempre mais importante!
.
Mesmo se excluirmos completamente a alma e a dor, o aborto ainda é algo errado pelo simples fato de negar a vida à alguém que não tem o poder de se defender e de fazer uma escolha. As cretinas gostam de dizer “pró-escolha”, mas na verdade não existe escolha nenhuma, pois a criança não tem o poder de escolher. É a maior covardia possível.
.
É interessante ver que abortistas se aliam também com movimentos ateístas e repetem exaustivamente coisas como “estado laico” para dar a impressão de que há algum tipo de opressão religiosa baseada em dogmas e ignorância. Porém, é necessário entender que a ciência nunca pode provar a inexistência de Deus e da alma, então o simples fato de alguém não acreditar na existência da alma, não é suficiente para que o aborto seja justificado. O argumento do “estado laico” também é uma falácia. O estado realmente é laico, porém a maioria das população é religiosa. É dever do Estado não se submeter a vontade de poucos sobre a vontade de muitos.
.
Sem contar que qualquer interrupção da gravidez é uma agressão para a saúde física, psicológica e emocional da mulher. Qualquer mulher que aborta, mesmo nas melhores condições médicas, tem um risco acrescido de lesões do aparelho genital, infertilidade, abortamentos espontâneos posteriores, prematuridade em gravidezes ulteriores, e muito mais. Além de que a despenalização total do aborto pode expor a mulher à pressões constantes por parte de familiares, mídia, sociedade, profissionais etc. para que interrompa a gravidez, mesmo contra sua vontade.
A esquerda, com seu falso altruísmo, se vale de um discurso hipócrita sobre dignidade de vida. É importante entender que discussões sobre o sustento da criança ou a ajuda do estado não são válidas. Abortistas usam isso justamente para desviar o foco dos debates (mais uma vez vemos como funciona a cabeça do brasileiro comum rs. Dinheiro acima de tudo…). Porém, a defesa da vida é sempre mais importante. A vida está acima de tudo! Sem contar que ninguém tem o poder de prever o dia de amanhã. Ninguém tem como saber se essa criança e sua mãe vão se amar, como será sua vida no futuro. Com o aborto, um indivíduo será morto sem nunca ter tido o direito de escolha e de defesa. Pelo menos com a vida essa criança terá a chance de superar tudo e ser feliz.
.
Outra tática cretina dos abortistas é o uso do termo “feto”. Esse nome é usado justamente por dar a impressão de algo morto, de um parasita, como eles mesmos gostam de chamar, e para tentar desumanizar um ser humano. É necessário entender que estamos falando de uma criança de um jeito ou de outro. Se já é uma vida que se tornará uma criança, não há motivo para chamar de “feto”.
.
Dentre os vários interesses da agenda que o aborto serve, um deles é o controle de natalidade. Por isso eles se valem tanto de falácias como “dignidade de vida”, “condição social” e coisas do tipo. Já notou que abortistas geralmente dizem que é “crueldade colocar uma criança no mundo de hoje”? Se eles já são capazes de usar esse tipo de argumento para negar o direito à vida, logo estarão defendendo a higienização de moradores de rua com a mesma desculpa de “livrá-los de uma vida de sofrimento”.
.
Outra questão que deve ser frisada é que o aborto é uma ferramenta para a prática do preconceito. O aborto não só é misógino e misândrico, como também racista, elitista, eugenista. Por exemplo, em países onde culturalmente se preferem filhos homens, muitas mulheres são abortadas. Algumas famílias podem escolher abortar homens se tiverem preferência por filhas mulheres. Uma sociedade pode incentivar o aborto para famílias com menores condições financeiras, ou mesmo propagandear o aborto de certos grupos étnicos. Esse tipo de loucura pode ser capaz de extinguir grupos, culturas, classes. É uma ferramenta não somente de controle de natalidade, mas também de eugenia e preconceito.
Apoiamos a vida e por isso somos contra o aborto. A mulher tem direito de fazer o que quer com o corpo dela, mas a partir do momento que essa liberdade afeta a liberdade de outro indivíduo, colocando em risco seu direito à vida, então a liberdade mais importante, que é a vida, deve ser garantida. O direito à vida é mais importante do que meras convenções sociais. Tudo é irrelevante, quando estamos tratando de UMA VIDA. Adolescência, carreira, amizades, estudo e todas essas liberdades são fúteis quando comparadas a toda uma VIDA. Então, é óbvio que, quando existe um conflito de direitos, o mais importante, que nesse caso é o direito à vida, deve prevalecer.
.
Sabe, é tão fácil e óbvio defender a vida, e as pessoas muitas vezes se atrapalham ao debater com abortistas por besteira. Porque os abortistas usam frases de efeito, tentam intimidar com distorções, mentiras, ironias e papinhos de altruísmo, dignidade, sociedade e direito do corpo e outras falácias desse tipo. É necessário não se deixar intimidar e poder responder tudo para desmascará-los totalmente. É importante entender que não estamos fazendo isso para mudar a ideia deles, até porque eles não têm uma ideologia. Não fazem o que fazem porque acreditam, mas sim por más intenções, por política e dinheiro! Então devemos fazer o que fazemos para deixarmos um registro histórico para que todos que um dia vejam entendam o que falamos. Não sei se é arrogância minha, mas geralmente, quando debato, tento não só refutar os inimigos, mas também debater de forma que sirva também para os que estão do nosso lado aprenderem mais e poderem se preparar melhor para caso um dia tenham que debater sobre o tema.
.
.
.
SZ: Até que ponto os homens têm a haver com as práticas de  aborto clandestinas?
.
Lawlyet Wallace: Em primeiro lugar, é necessário entender que qualquer homem que defenda, incentive ou pratique o aborto clandestino está apoiando e sendo cúmplice de assassinato.
.
Infelizmente vivemos em uma sociedade onde prazeres egoístas são culturalmente incentivados e justificados por todo tipo de relativismo moral. Tanto a mulher como o homem são incentivados à promiscuidade pela sociedade e pela mídia, obviamente influenciados pelo feminismo e outros movimentos que servem ao marxismo cultural. O feminismo, por exemplo, com discursos falaciosos como o da “liberdade sexual”, que nada mais é do que um incentivo à libertinagem e objetificação feminina. A mídia por meio de uma programação que direta e indiretamente incentiva a erotização de crianças e adultos. A sociedade por meio do incentivo cultural ao hedonismo. E até mesmo o governo com seu incentivo à distorções de valores por meio de isenções de responsabilidades, perversões da lei para favorecer grupos específicos, criminalização da verdade por meio da censura do “politicamente correto” etc.
.
Tudo isso leva o homem e a mulher a buscarem somente o prazer momentâneo. Terem como única filosofia de vida o “carpe diem”. Só pensam em desfrutar o momento e são incapazes de pensar nas consequências dos próprios atos. Para o indivíduo hoje valores morais são apenas dogmas e construções sociais. Coisas que são normalmente ridicularizadas até mesmo por professores de escola hoje.
.
Um exemplo disso é o governo fazer campanhas para usuários de drogas injetáveis não compartilharem seringas. Ora, isso pode ser visto como um incentivo ao uso das drogas, não é mesmo? Não se deve fazer campanhas dizendo que não deve compartilhar seringas, mas sim que não deve usar drogas. Da mesma forma é comum vendo o governo distribuindo preservativos e soltando pôsteres dizendo para usar camisinha no carnaval. Isso é um incentivo subliminar à putaria disfarçado de campanha de prevenção de DSTs. Da mesma forma crianças de doze anos, por exemplo, recebem palestrantes dentro de suas salas de aula dizendo que elas devem fazer sexo seguro usando preservativos. Estão colocando na cabeça dessas crianças que elas devem sim ter sexo. É a erotização infantil passada de forma subliminar, disfarçada de conscientização. Outro exemplo é o kit gay que o governo tenta passar para as escolas sob o falso pretexto de luta contra homofobia, que na verdade é mais um kit de erotização infantil. Crianças não estão psicologicamente preparadas para serem bombardeadas com esse tipo de informação. Estão em uma fase diferente da vida e obviamente entenderão tudo da forma errada.
.
Mas é justamente isso que acontece. As pessoas desde cedo são bombardeadas de todos os lados com mensagens de incentivo direto e indireto ao sexo. Crescem e procuram desesperadamente por prazeres sexuais, como animais famintos que acabaram de ser soltos da jaula. Passam a ter automaticamente uma visão distorcida dos outros indivíduos. Estão praticamente programados de forma que vejam todo indivíduo como um objeto que está lá para saciar suas vontades. Não são capazes de enxergar a outra pessoa como semelhante que também tem de sentimentos.
.
O resultado disso tudo são homens e mulheres se usando somente para fins sexuais da forma mais irresponsável possível, sem nenhum tipo de envolvimento emocional e, ainda por cima, muitas vezes sem nenhum tipo de prevenção a gravidez.
.
E é óbvio que muitas vezes essas relações sexuais acabarão resultando em uma gravidez indesejada. E como não há nesse caso nenhum tipo de sentimento envolvido ou relacionamento, dificilmente os pais desejarão a criança (junte isso com todo incentivo não só ao hedonismo, mas também à carreira profissional, e temos também a pressão que é feita na cabeça dos futuros pais com frases de efeito como “jogou a vida fora”, “perdeu a juventude”, “estragou a vida” etc.).
.
Isso raramente aconteceria dentro de um relacionamento sério onde houvesse sentimentos de ambas as partes. Haveria um comprometimento com a vida, uma vez que haveria não somente uma mutualidade de sentimentos, mas também um comprometimento com a criação de um futuro juntos e, obviamente, um sentimento pela vida que geraram juntos.
.
Com todo esse incentivo à busca dos prazeres egoístas, a procura de parceiros é somente baseada nos instintos… Aparência, status, dinheiro, postura. Nesse caso, mulheres acabam procurando os piores tipos de homens e, obviamente, os escolhidos geralmente são os mais cafajestes. Justamente os que só buscam sexo e fogem de qualquer tipo de compromisso. A mulher nesse caso tem a culpa de seguir somente seus instintos hipergâmicos e acabar desprezando bons homens para ficar com cafajestes egoístas que só buscam o prazer sem se importar com as consequências disso. E o homem, nesse caso o cafajeste, é o culpado por alimentar esse sistema.
.
O cafajeste, por buscar somente o prazer e ignorar qualquer questão moral, também tem culpa pelo aborto, o que não significa que a mulher não seja culpada também. Também existem os cafajestes que assumem namoros superficiais somente para que possam ter uma parceira sexual fixa. Muitas vezes esse tipo de imbecil desonrado pressiona a namorada imbecil para abortar.
.
.
.
SZ: Em sua opinião como se erradica no Brasil a pratica ilegal do aborto e como os homens que são contra o aborto poderiam atuar diante desse problema?
.
Lawlyet Wallace: Creio que deveriam ter punições mais severas, além de uma maior divulgação dos riscos envolvidos na prática não somente do aborto clandestino como de qualquer tipo de aborto. Claro que é difícil esperar que façam isso, uma vez que infelizmente vivemos em uma época onde os interesses dos governos globalistas é justamente incentivar esse assassinato.
.
Estamos nessa situação vergonhosa hoje devido a uma mudança cultural que aconteceu de forma lenta e gradual. Obviamente é impossível que, após tantos anos de desinformação e distorções, a sociedade volte a ter valores como a moral e a honra da noite para o dia. É necessário um trabalho gradual focando na retomada de valores.
.
.
.
SZ: O que é Mariage Strike e exatamente porque diz ser contra isso?
.
Lawlyet Wallace: Marriage Strike, como já diz o nome, é a greve de casamento. É um movimento que surgiu nos EUA onde os homens evitam se casar como forma de protesto contra as leis misândricas que deixam o homem em injusta desvantagem e alimentam a indústria de divórcios, além de ser uma forma de evitar não somente as dores de cabeça legais, como também o casamento com mulheres modernas que costumam ser péssimas esposas e mães e que, infelizmente, são maioria hoje.
.
Na minha opinião, o Marriage Strike é uma ilusão dos masculinistas estrangeiros. Por egoísmo, medo ou ingenuidade são incapazes de perceber que o objetivo do feminismo é justamente a destruição do casamento e da família.
.
Como já falei muitas vezes, o feminismo serve ao marxismo, que é seu criador e financiador. O objetivo da esquerda é destruir a família e jogar o povo na promiscuidade para que todos caiam no pão e circo sexual e se tornem ignorantes fáceis de controlar. Sem uma família, o indivíduo não terá mais o que amar e defender e nem um pai para passar valores. Dessa forma só restará ao povo buscar segurança e dedicar sua devoção ao governo e à mídia, vendo-os como um pai e aceitando todo o lixo que enfiam em suas cabeças.
.
Pensar que o Marriage Strike vai acabar com vadiagem e feminismo é uma ignorância. Vai financiá-lo ainda mais. Mesmo que todo o homem faça a greve de casamento, os homens continuarão fazendo de tudo para as mulheres visando interesses sexuais. Continuarão pagando desde bebidas e saídas até, quem sabe, aluguel e contas. Os bem ricos presentearão as mulheres com carros, casas e o que mais puderem pra conseguir levá-las para cama. Os chefes darão aumentos e melhore cargos para todas as funcionárias tentando agradá-las com intenções sexuais por trás de tudo. Com isso mais homens perderão cargos e oportunidades, terão salários ainda menores e continuarão gastando o pouco que tem agradando as mulheres solteiras, que serão ainda mais exigentes e inacessíveis para estes. Em resumo, o valor da mulher subirá ainda mais e o do homem descerá ainda mais. A competição entre os homens será ainda mais acirrada e asa mulheres, ainda por cima, estarão livres para deixar que o feminismo e a esquerda façam sua lavagem cerebral, já que não terão mais um lar para cuidar, filhos para amar e educar, e nem um marido carinhoso para dar amor e companhia.
.
Além disso tudo, as crianças não saberão quem é o pai, crescerão sem receber educação e valores morais e ainda por cima haverão pressões ainda maiores ,para uma legalização total do aborto, independente do tempo de gestação.
,
.
.
Seus conselhos aos jovens e palavras às mulheres:
.
.
.
SZ: Lawlyet Wallace, muito obrigada por sua generosidade em compartilhar suas ideias, análises e propósitos do site “Mundo Realista” conosco. Saiba que este simplório espaço virtual sempre estará a sua disposição para o bem dos homens e mulheres que queiram a harmonia e a boa qualidade de vida para ambos os sexos e, naturalmente, à valorização da Vida humana dentro e fora do ventre materno.
.
.
E para finalizar, quais seriam seus conselhos e orientações para os jovens e adolescentes, e suas palavras às mulheres que por ventura lerem esta entrevista?
.
Lawlyet Wallace: Valorize os valores morais e sempre procure viver de forma honrada. Não deixe que futilidades impostas pela mídia e sociedade destruam sua vida. Cultive desde cedo a paciência, o equilíbrio, o esforço. Busque o desenvolvimento pessoal e valorize que é. Mulheres, sejam femininas! Homens, sejam machos! Saiba encontrar prazer no esforço. Não pense que a felicidade está apenas na vitória. A felicidade não é um destino, mas algo formado pelos momentos de alegria que vivemos. E grande parte dessa alegria é encontrada durante nossa jornada. Que graça teria a vida se tudo fosse fácil? Lute, se esforce, faça seu melhor sempre! Quando alcançar seus objetivos não pare! Imediatamente estabeleça novas metas e corra em direção a elas! Não busque superar os outros, mas a si mesmo. Superar os outros é muito fácil e fútil. Somente quando somos capazes de nos superarmos constantemente é que somos capazes de serem os melhores naquilo que fazemos.
.
Se valorize, aprenda a se amar. Não se mate para agradar terceiros! Não tenha medo da solidão! Entenda que a solidão nada mais é do que a companhia de si mesmo. Se não suporta a solidão e precisa sempre da companhia de terceiros é porque não suporta a si mesmo. Aprenda a se amar e estará sempre bem acompanhado. Não existe no mundo companhia melhor do que a nossa própria 😉
.
Tenha amor por sua família, valorize cada momento que tiverem juntos. Nunca sabemos até quando teremos as pessoas que nos amam do nosso lado. Jamais troque aqueles que te amam por uma diversão fútil com falsos amigos. Faça o possível e o impossível para jamais magoar as pessoas que você ama e que te amam. Não existe dor maior no mundo do que a culpa!
.
Procure viver uma vida com equilíbrio. Se desenvolva fisicamente, intelectualmente, emocionalmente, financeiramente e espiritualmente… Mantenha tudo em perfeita harmonia!
.
Jamais deixe seu trabalho te escravizar. Nunca coloque carreira, dinheiro e status acima de sua família e nem acima de sua vida. Essa é a pior escolha que alguém poderia fazer. Não deixe jamais sua vida ser consumida por preocupações fúteis.
.
Não permita que o mundo te transforme em mais um zumbi. Valorize o amor, mas saiba diferenciá-lo da paixão. Jamais permita a ninguém colocá-lo para baixo! Esteja disposto a amar, mas também disposto a partir sem olhar para trás. Seja capaz de deixar tudo aquilo que te faz mal. Saiba encontrar beleza nas coisas simples da vida. Jamais se permita cair. Você tem tudo o que precisa para viver uma vida plena. Somente você e mais ninguém tem o poder de escolher a pessoa que vai ser e o tipo de vida que vai levar!
.
.
Abraços e fiquem com Deus 🙂
.
Lawlyet Wallace
.
.
Mundo Realista – http://mundorealista.com/
===========================================Símia Zen.
Anúncios

Written by Símia Zen

16/12/2012 às 03:16

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: